domingo, 4 de maio de 2014

The Secret Garden - Capitulo 15



Capitulo anterior:
[...]
- O quê?! Ta bem, boa noite.





 E todas as estradas que temos que percorrer são tortuosas. E todas as luzes que nos levam até lá nos cegam" - Oasis





Capitulo 15 -  Castle Of Illusion





 Narradora P.O.V's 

 E o tempo passava na pequena cidade da Austrália. Corações se ascendiam pelo fogo da paixão, outros por chamas de ódio. Era difícil acreditar que o de Liam passava pelos dois jeitos: na mesma hora que morria de amores por Seunome, aparecia aquele que ela mais temia, o Harry Styles. O garoto mantinha tamanho cuidado para não revelar tamanha obsessão pela garota de seus olhos. Ele realmente não se importava com Styles, não queria saber das dificuldades que teria que enfrentar para tê-la. Queria apenas passar por cima de todos os obstáculos. Mal sabe ele que a confusão ainda está por vir. 
 Seunome acabara de receber a notícia de que sua amiga estava internada após um terrível acidente que sofreu. A garota pulsava por ansiedade, queria ter informações de sua amiga, então descontou tudo em Harry.
- Harry Styles, como não me disse que ela tinha sofrido um acidente? Você perdeu todos os conceitos comigo! Me leve agora para o hospital! -Seunome gritava descontroladamente enquanto subia as escadas para colocar seus sapatos. Logo descia batendo os pés a cada degrau.
- Eu não vou te levar a essa hora para o hospital. Ela já está melhor, amanha cedo nos vamos. Sossega o faixo. -Styles pontou a fazendo sentar. Ela não gostou nada da atitude.
- Sossegar? Você não está falando isso para mim, claro que não, isso só é ilusão da minha cabeça. Bianca está internada, quase morreu e você me fala "sossega", isso só pode ser pegadinha. Tsc tsc, é óbvio.
- Seunome, ela não pode receber visitas, então pare com esse fogo!
- Fogo? -ela o analisou e cerrou os olhos com um tom de derrota, sabia que por mais que insistisse, ele iria contrariar suas vontades.- Eu te odeio com todas as letras do alfabeto. 
 Seunome atirou seu sapato ao ar e abafou seu grito em um almofada.
 Queria saber por que isso só acontecia com ela. Sempre que estava "numa boa" vinha algum problema à tona. Ela queria saber a razão. Mas no fundo ela tinha a resposta.
 O problema era ela.

- meses depois -

Seunome Timberlake P.O.V's 

 Muito tempo se passou até agora e eu fui perceber só hoje. Sério. Tentei por esse tempo não me preocupar com as coisas, até que deu certo ou não. Estou alegre por Bianca finalmente ter se recuperado, quer dizer, parcialmente, pois havia perdido a memória. A respeito daqueles dois...
 Harry, Harry, cada vez mais amável. As vezes chego a pensar que não o mereço. 
 Liam... Ah, Liam Payne a cada dia me surpreende mais e mais.
 Estou na aula de sociologia e o professor fez um círculo com classe, isso me lembrou os velhos tempos da minha infância onde fazíamos rodinha para a professora contar historinhas de ninar. Melhor época. 
- Então, eu fiz essa aula para compartilharmos as nossas decisões. Cada um de vocês vão falar o que querem fazer para a faculdade, já que o ano que vem, a batalha apenas começa. -o Sr. Matt disse enquanto anotava algumas coisas no diário.
 Por um momento caiu a responsa. Ano que vem começaria mais uma parte da minha vida. O legal é que eu não tenho ideias concretas para o que eu quero fazer ou seguir. Seunome sendo Seunome. Sempre.
 Mas e agora? O que eu vou fazer?
 Advocacia estava em meus planos, mas eu não sou toda certinha para a profissão.
 Jornalista, tá, eu não escrevo porcaria nenhuma.
 Espera... Biologia marinha me parece perfeito. Animais são incríveis. A natureza é incrível. Isso é perfeito, ainda mais que eu moro na Austrália, o mundo em que tudo é um mistério. Um prato cheio para estudos. Minha carreira está feita.
 Chegou a vez de Harry dizer o que iria fazer. Ele olhou confuso para mim e apenas acompanhei suas palavras:
- Eu quero... quero entrar para indústria da música. -concluiu. Sorri como aprovação e ele retribuiu.
- Certo, é o quinto da sala que quer entrar para indústria da música. Niall, Zayn, Louis, Liam e agora Harry. Acredito que daria uma ótima banda, quem sabe não é? Só uma opinião. -Sr. Matt lançou, mas a ideia não agradou tanto a Payne.
. . .

 Assim que bateu o sinal, fui direto para minha casa. No caminho fui surpreendida por alguém que segurou minha cintura. Dei um grito em resposta do susto, era Harry só para variar.
- Bióloga marinha? Gostei dessa ideia. -ele disse.
- Eu também gosto. Queria algo que fosse para viajar o mundo todo, mas acho que biologia é minha vocação -suspirei.
- Você está tão estranha ultimamente, estou até espantado.
- Você que acha, Harry. Vê se aproveita muito sua vida de músico. 
- Ah, pode deixar. Eu sei que vou conseguir o que eu quero.
- Você vai conseguir, vê se não esquece de mim, hein? E não fique com qualquer guria que aparecer. Obrigada, de nada.
- E quem disse que eu vou te esquecer? -ele parou e me olhou profundamente.
- Eu não sei. 
- Não vou te esquecer, Seunome, eu quero que esteja comigo sempre. Quero que seja minha companheira.
- Acho que não é uma boa ideia. -nesse instante vi seus olhos perder todo o brilho.


- O que está querendo me dizer?
- Harry, temos caminhos diferentes para seguir. Imagina? Você vai virar um superstar, vai ter um mundo nas mãos, varias garotas. Olha... são tantos motivos.
- Todo esse tempo você me iludiu.
- Não, Haroldo, eu não quis dizer isso. Eu tenho certeza que você entendeu.
- Não, não entendi.
- Apenas prometa que vai ser um famoso ajuizado das ideias, pelo amor de Deus, não me apareça pendurado em uma daquelas bolas igual a Miley.
- Seunome, você nunca perde a oportunidade de dizer uma gracinha -ele deu riu, por fim- É isso o que eu mais gosto em você.


- Me ame menos.
- Impossível. -ele deu um beijo na minha bochecha, se despediu e entrou em sua casa, eu fiz o mesmo.
 Joguei minha mochila no chão e me joguei na cama. Paraíso, doce Paraíso. Parecia que o sorriso de Styles estava estampado em minha mente, era uma verdadeira droga. Como uma pessoa pode mexer tanto com você a ponto de você ficar assim? Sorrir bobamente e coisas que são tão... Ah, sei lá.
 Ouvi algumas batidas na porta, oh Godness. Era o que me faltava. Desci para atender...
- Bianca? Você... por aqui? -perguntei.
- Por favor, me deixe entrar. -ela pediu, parecia desesperada.
- Claro. -disse e ela entrou.- O que aconteceu? Você está bem?
- Seunome, eu preciso conversar com você. Você é uma das únicas pessoas de que eu me lembro e agora... agora descobri uma coisa tão ruim.
- Ai meu Deus, me diga, Bi, eu vou te ajudar de alguma forma.
- Aquele... garoto que dizem ser meu irmão, o Zayn, ele me procurou mais uma vez. Ele estava exaltado e eu acho... acho que ele estava drogado.
- Drogado?! Como assim?!

Continua...

 Galera, eu sei que está curto. É que estou tendo pouco tempo para postar como vocês já sabem. Espero que mesmo dessa forma vocês tenham gostado. E aí, preparadas para mais um mistério?

7 comentários:

  1. Continua , tá perfeito :3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro que continuo, faço tudo por vocês!

      - Nath

      Excluir
  2. Nath, vc ñ tá entendendo... EU RESPIRO ESSA FIC! então pfvr, continua pelo amor dessa leitora (nova) q é sua fã. Bjos Xx Nara

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh meu Deus, obrigada, rainha. Eu vou continuar em breve sim, desculpa por eu lhe fazer esperar.

      - Nath

      Excluir
  3. Aiin, continua ta pft, se vc ñ contiuar eu vou chorar, é sérioo, continua, continua, continua!!

    ResponderExcluir
  4. Amanhã eu vou escrever, pode ficar tranquila, essa semana eu ainda posto. Me perdoe por demorar, estava numa situação na escola... MAS AGORA É FÉRIAS!

    ResponderExcluir